RÚSSIA: Líder de mercenários do Grupo Wagner diz que ordenou fim da rebelião para evitar “derramamento de sangue”

O gabinete do presidente da Bielorrússia, Aleksandr Lukashenko, informou por meio de seu canal oficial no Telegram que houve uma negociação com o mercenário Yevgeny Prigozhin, do Grupo Wagner, para que ele interrompa o avanço de homens armados a caminho de Moscou.

Segundo o anúncio, Yevgeny Prigozhin teria aceitado proposta de Lukashenko para interromper o movimento. O mercenário disse, em mensagem de áudio que, virará seus comboios em direção oposta para evitar um “derramamento de sangue”.

“Estamos virando nossos comboios e indo na direção oposta”, disse ele em uma mensagem de voz publicada pela empresa Concord.

O presidente russo, Vladimir Putin, tinha conversado com o colega bielorrusso sobre a situação no sul da Rússia devido ao motim do Grupo Wagner. Os chefes de Estado concordaram em ações conjuntas. Assim, Lukashenko conseguiu entrar em acordo para um recuo do grupo de mercenários.

Metrópoles

Posts Recentes
Formulário

Quer receber noticias ?

Preencha com seu E-mail, WhatsApp e vamos te enviar novidades

Compartilhe nas redes sociais

Artigo relacionados