Categoria:

Depois de Lula atacar investigação, ministro crítico divulgação de provas

Depois de o presidente Lula sugerindo, nesta quinta-feira, que o plano do PCC para matar o senador Sérgio Moro e outras autoridades é “mais uma armação do Moro”juíza federal Gabriela Hardt, que autorizou a operação que prendeu nove suspeitos no dia anteriorretirou o sigilo sobre o processo e divulgou as provas coletadas durante uma investigação da Polícia Federal.

Na manhã desta sexta, o ministro Paulo Pimenta, da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, foi às redes sociais criticar a magistrada da 9ª Vara Federal de Curitiba por revelar os documentos.

“Isso ajuda na investigação e nas ações contra essa poderosa organização criminosa? Qual o objetivo da juíza em retirar o sigilo?”, questionou o chefe da Secom.

Segundo Pimenta, Gabriela “acaba expondo o pensar e, consequentemente, atrapalhando-as, já que as apurações seguem em curso e tratam de um tema sensível, que é o das organizações criminosas”. “Seu objetivo foi ajudar a PF?”, insistiu.

O ministro disse ainda acreditar que esse é um inquérito importante, que envolve uma organização perigosa e criminosa que planejou atentados contra autoridades e “não pode ser ‘capturado’ por pessoas de ninguém”. “Polícia Federal, MP e Poder Judiciário são instituições do Estado”, elogiou.

G1.globo

Posts Recentes
Formulário

Quer receber noticias ?

Preencha com seu E-mail, WhatsApp e vamos te enviar novidades

Compartilhe nas redes sociais

Artigo relacionados